Ir O fígado dói durante a gravidez - por que e o que fazer?

O fígado dói durante a gravidez - por que e o que fazer?

Toda mulher sonha em se tornar mãe. Afinal, baby - esta é a maior felicidade da vida. Tendo engravidado, ela fantasia sobre a época em que ele nascerá. O que ele será pequeno e indefeso. Como você quer abraçar e abraçar rapidamente? Eu quero comprar-lhe um número ilimitado de brinquedos e fantasias. Afinal, nosso filho é o nosso tudo. E, portanto, sempre nos preocupamos com a saúde de nossos filhos. Mesmo quando está grávida, uma mulher se preocupa com a maneira como ele mora lá. Apela a diferentes médicos para aprender sobre o estado e desenvolvimento do bebê. Afinal, para a mãe o principal é que tudo está bem com o filho Mas a gravidez afeta não só a criança, mas também a mãe. Externamente, é claro, é impossível desviar o olhar de uma mulher grávida - é um ícone de beleza e feminilidade. Mas há um lado reverso da moeda. Esta é uma modificação do corpo feminino. O que nem sempre é um efeito positivo em seus órgãos internos. Portanto, muitas vezes durante a gravidez, o fígado dói.

Por que um fígado doía durante a gravidez?

E nesse momento, uma mulher se faz a pergunta: “Por que isso dói no fígado?” Na verdade, o motivo pode ser diferente.

A exacerbação da colelitíase, que causa dor no fígado sob a forma de cólica, é possível.
A doença do cálculo biliar é um fenômeno quando as pedras aparecem na vesícula biliar e em seus ductos. E desde que um fundo hormonal muda em uma mulher grávida, isso pode afetar a formação de cálculos biliares. Também é possível que a doença tenha sido antes, mas não se manifestou. E durante o período da gravidez, apenas aumentou.

Esta doença manifesta-se no segundo trimestre da gravidez e é mostrada na forma de dor aguda no hipocôndrio direito.

Outra causa de dor no fígado é a colestase intra-hepática de mulheres grávidas. Ele vem no terceiro trimestre da gravidez. Devido ao fato de que o nível de hormônios sexuais aumenta, e isso contribui para a formação reforçada de bílis, mas ao mesmo tempo a sua secreção é inibida. Esta doença é herdada. Ela se manifesta como coceira na pele, dor no lado direito, vômitos e náuseas. E também é possível que o tom amarelado da pele no estômago da mulher grávida apareça.

A discinesia biliar também é possível. Isso se deve ao fato de que, com o aumento da idade gestacional, o útero aumenta de tamanho e pressiona os órgãos vizinhos. A produção de progesterona aumenta e relaxa o músculo liso. Isso tem um efeito negativo nos ductos biliares. E, a este respeito, a saída de bile é violada.

Possível dor no lado direito da gestante já nos últimos estágios. Ao mesmo tempo, pode sentir-se doente, talvez azia, não sinto vontade de comer. Esses processos são aprimorados quando o bebê se move.

O que devo fazer se meu fígado dói durante a gravidez?

Se o fígado já estiver doente, surge a pergunta: “O que devo fazer?” Como o fígado é o órgão mais “suscetível”, especialmente durante a gravidez, então, em qualquer caso, você deve consultar o médico supervisor. Ele fará um diagnóstico e saberá que medidas devem ser tomadas no futuro.

Se você tem doença biliar, então é necessário reduzir o processo inflamatório na bexiga, bem como melhorar o fluxo da bile.

Além disso, não se esqueça de pensar sobre sua dieta. É possível que isso possa levar a essa dor. O fígado da mulher em trabalho de parto trabalha com força dupla, como é comprimida, e portanto não pode sempre lidar com tais estresses como comida frita, gordurosa e defumada.

Seu médico dirá e acalmará você. Talvez você só precise eliminar da dieta qualquer alimento, beber uma droga colerética ou fosfolipídios.

Quão perigosas são as dores no fígado para uma mulher grávida e um bebê?

Uma mulher grávida que sofreu essa dor não está tão preocupada com a dor quanto com o que ela levará.

Claro, as conseqüências dependem da gravidade da doença. Se uma mulher grávida tem uma doença hepática grave, então, infelizmente, tal gravidez deve ser terminada.

Se a mulher em trabalho de parto adoeceu com hepatite viral A, então, neste caso, não há razão para se preocupar com a criança, já que ele não é infectado. Então, quando a hepatite B viral pode afetar negativamente o embrião. Portanto, com esta doença deve ser cuidadosa.

Na discinesia biliar, a gravidez será difícil, mas isso não afetará muito a mãe nem o bebê.

Com hepatite holistática, sangramento pós-parto muito sério pode ocorrer. Mas apenas em casos extremos, o aborto ocorre.

Com colecistite crônica, as mulheres grávidas experimentam desconforto e dor. Mas tenha certeza de que ele não será afetado pela criança.

Assim, a doença hepática durante a gravidez pode levar a consequências absolutamente impensáveis. Portanto, você deve contatar imediatamente seu ginecologista.


2 comentários sobre "O fígado dói durante a gravidez - por que e o que fazer?"

  1. Anna :

    Vá ao médico, é o que você precisa fazer! É melhor voltar para o hospital clínico em Yauza, eu realmente gosto do ginecologista em seu centro - um bom especialista e como uma pessoa tem para si

  2. Diana :

    Eu posso dizer que se o fígado começou a doer, então você não deve se automedicar, é melhor ir ao médico, como o médico irá prescrever um tratamento individual.

Deixe um comentário